top of page

6 das 20 atrações do Choraço em 2023 têm participação feminina

O SESC 24 de maio tem programação de choro anualmente desde 2019. Começou com um único dia (23 de abril, Dia Nacional do Choro) e já teve edição virtual. Em 2023 serão 3 semanas de choro entre shows, workshops, rodas de conversa e bailes.

 

Em 2022, Menina também Chora esteve no Choraço e promoveu 2 noites que jogaram luz sobre a participação feminina no choro. Se Me Deixam Chorar: Choro Amoroso e Choro Atrevido. Tivemos predominância de mulheres no palco com 4 participações instrumentais (Cássia Carrascosa, Daniela Spielmann, Heloísa Fernandes e Grupo Choronas) e quatro cantoras (Adriana Godoy, Bia Goes, Patrícia Bastos e Maria Alcina) que interpretaram além de solos, duos e suas versões de clássicos, os inspirados arranjos de Dino Barioni acompanhadas de uma camerata poderosa: Gabriela Silveira (percussão), Camilo Carrara (violão, guitarra e bandolim), Daniel Grajew (piano e acordeon), Ana de Oliveira (Violino), Wanessa Dourado (Violino), Elisa Graciela (Viola), Deni Feijó (Cello), Ana Elisa Colomar (Flauta e sax), Rodrigo Y Castro (Flauta e Flautim), Bia Stutz (Clarinete), João Macedo (Fagote) e Rita Braga (Voz).


Se Me Deixam Chorar - Rita Braga interpreta Meu Choro, Seu Riso de Adolar Marin na noite do Choro Amoroso


A produção cuidadosa foi de Jeanne de Castro e contou com mulheres também na produção: Fernanda Guedela (luz), Zuzu Leiva (direção de palco), Francesca Ribeiro (assistente de produção). E eu, Rita Braga, também fiz a curadoria procurando entregar a cada uma das convidadas e instrumentistas um ambiente acolhedor e seguro, de beleza e profissionalismo que celebrasse cada uma delas bem como as compositoras, instrumentistas e cantoras de choro que vieram antes de nós. Foi a edição com mais mulheres participando!


Ainda não atingimos equidade no Choro e o Choraço não é exceção, mas estamos fazendo avanços.

E os efeitos continuam no Choraço 2023. Um grupo só de mulheres vai tocar (e cantar) repertório de compositoras. E o Duo formado por Dani Spielmann e Sheila Zagury faz releitura jazzística do repertório de Jacob do Bandolim.



Daniela Spielmann, Sheila Zagury.


Além dessas profissionais, surgem aqui e ali mais artistas mulheres nos diversos eventos da programação. Xeina Barros (percussão) e Grazzi Piazzini (trompete) no Baile do França. Morgana Moreno (flauta) estará com Zé Barbeiro. A Roda de Choro tem Roberta Valente (pandeiro) e Maiara Felipe Moraes (flauta) e Carla Ponsi vai cantar no Chororê baile para crianças.


Ainda não atingimos equidade no Choro e o Choraço não é exceção, mas estamos fazendo avanços. Celebremos o choro e as mulheres que fazem choro.


Choraço acontece de 19/04/23 até 07/05/23 na unidade SESC 24 de maio.






37 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page